Leonor Poeiras considera “obsceno” o projeto do altar-palco para o Papa Francisco

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Leonor Poeiras utilizou as redes sociais para comentar o projeto do altar-palco para o Papa Francisco nas Jornadas Mundiais da Juventude.

Numa série de stories, Leonor Poeiras criticou o contrato estabelecido e que vai custar à Câmara Municipal de Lisboa cerca de 4,2 milhões de euros.

“Se perguntassem ao Papa, seguramente recusaria e diria que bastaria um banco de madeira. É obsceno este contrato”, escreveu, dando como possível “solução” um “anfiteatro natural”, de forma a dar “a garantia de durabilidade e uma beleza intemporal”.

Sobre a possibilidade de o altar-palco se transformar, depois, num espaço para eventos futuros, Leonor Poeiras acredita que “vai acabar num ótimo parque de skate”.

Por fim, a antiga apresentadora sugere tentar chegar ao contacto com o cardeal Tolentino de Mendonça, “próximo do Papa Francisco”, de forma a dar a conhecer o que está envolvido neste projeto.

Esta quarta-feira, foi apresentado em conferência de imprensa o projeto do altar-palco para as Jornadas Mundiais da Juventude, que vão decorrer em agosto, em Lisboa.