"A contratação de Roberto Martínez é uma provocação ao Cristiano Ronaldo"

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Roberto Martínez foi apresentado pela Federação Portuguesa de Futebol no passado dia 9 de janeiro.

Depois de Fernando Santos, segue-se Roberto Martínez no comando técnico da seleção nacional e Wilson Teixeira, ex-concorrente da Casa dos Segredos com várias experiências como treinador no currículo, não tem dúvidas de que se trata de uma “provocação” a Cristiano Ronaldo.

A contratação do novo selecionador nacional é uma provocação a Cristiano Ronaldo. Porquê? Para já, porque ele decidiu rumar à Arábia e, em princípio, será embaixador da candidatura da Arábia Saudita, do Egipto e da Grécia ao Mundial de 2030, o que vai implicar estar contra Portugal, porque Portugal será candidato, também, com a Espanha“, começou por justificar na rubrica Sem Filtro da semana passada, no A Televisão.

Eu não acredito em coincidências no mundo do futebol, e esta contratação, ainda por cima de um treinador espanhol, pode ser uma provocação a Cristiano Ronaldo e a dar-lhe um sinal de alerta de que pode ser o início do seu afastamento da seleção“, considerou.

Não sei se é ressabiamento por parte do Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol. Acredito que sim. E quando há alianças entre Portugal e Espanha, até em termos históricos, a experiência não é boa. E contratar um selecionador espanhol, sem estar a ser xenófobo, não me parece de bom tom“, acrescentou.

E como se não bastasse, o Roberto Martínez é um dos melhores amigos de Pep Guardiola, treinador do Manchester City, ex-treinador do Barcelona, que é um dos maiores incentivadores no discurso de ódio entre o Messi e o Ronaldo. Diz que o Messi é melhor. E, para além disso, o Roberto Martínez teve como adjunto o Thierry Henry, que quando lhe perguntaram se Ronaldo era melhor do que Messi, respondeu que Ronaldo só conhecia o brasileiro…“, disse ainda Wilson Teixeira, que não acredita também que o antigo selecionador da Bélgica tenha currículo para ingressar na turma das Quinas.

O Fernando Santos tem mais currículo do que ele. Despedi-lo para ir buscar alguém com menos currículo, não faz sentido“, rematou.