'Got Talent Portugal'. Fred Nélson sofre com a morte do pai: "Não havia nada que pudéssemos fazer…"

((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639647’]={‘i’:__lxGc__.b++}; ((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639641’]={‘i’:__lxGc__.b++};

Fred Nélson e Morgane participam no ‘Got Talent Portugal’ em homenagem ao pai do bailarino.

Fred Nélson e Morgane vivem em França com uma carreira solidificada como bailarinos e decidiram concorrer ao ‘Got Talent Portugal’ para fazer uma homenagem ao pai do bailarino que era fã do formato e que faleceu durante a pandemia.

“Parece o destino, mas, pouco depois de o meu pai ter falecido, recebemos um telefonema com um convite para participarmos no concurso. Nem pensámos duas vezes. O meu pai adorava o ‘Got Talent’ e tenho a certeza de que ia adorar ver-me ali”, afirmou em declarações à TV Guia.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Segundo o bailarino o pai já estava bastante doente e quando viajou para Portugal ficou pior, porque como estava sozinho acabou por se entregar à doença. Fred Nélson acabou por não conseguir despedir-se do pai.

“Acho que sentiu que tinha sido abandonado pela família, mas não havia nada que pudéssemos fazer… Foi triste, mas não tive forma de vir. Aconteceu a meio da pandemia, não havia voos. Esteja onde estiver, espero que veja esta homenagem no programa”, finalizou.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});