Diretor da CMTV critica a Informação da SIC: "É difícil entender"

((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639647’]={‘i’:__lxGc__.b++}; ((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639641’]={‘i’:__lxGc__.b++};

Carlos Rodrigues, diretor da CMTV, acredita que o ‘Jornal das 8’ da TVI fez um melhor trabalho do que o ‘Jornal da Noite’ da SIC, há uma semana, na cobertura noticiosa da tentativa de atentado à Universidade de Lisboa.

O jornal de quinta-feira fez bem o seu trabalho, tratou os diversos ângulos da notícia sobre o atentado evitado em Lisboa, e obteve uma raríssima vitória sobre o jornal da SIC, algo que não acontecia há muitos meses“, escreveu o diretor da CMTV na edição desta semana da revista TV Guia.

Em contraponto, o ‘Jornal da Noite’, da SIC, dedicou escassos quatro minutos ao tema. É difícil entender apagão nos critérios da estação. Perdeu, o que é muito raro, mas essa derrota prova que a diferença entre ganhar e perder passa efetivamente por fazer um bom ou um mau noticiário. Os conteúdos contam“, concluiu.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});