Big Brother. Mário Jardel recorda vícios das drogas: "Tive curiosidade de procurar…"

((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639647’]={‘i’:__lxGc__.b++}; ((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639641’]={‘i’:__lxGc__.b++};

Mário Jardel partilhou com o público a sua emocionante curva da vida.

Na gala deste domingo, dia 20 de fevereiro, do ‘Big Brother Famosos’, Mário Jardel partilhou a sua emocionante curva da vida marcada pelo vício das drogas e por ter passado por uma overdose.

“Em 1999, tive a curiosidade de procurar cocaína, quando estava jogando não usava, segurei até 2001… ia para o treino e ia drogado por vezes”, começou por dizer.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

De seguida, o ex-futebolista recordou uma fase complicada da sua vida, marcada por uma overdose. “Tive 7 dias acordado: via monstros e, mesmo mal, também via Jesus e orava. Isto não é vida para ninguém e basicamente parei de jogar futebol”, contou.

Ora veja a curva da vida na íntegra:

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});