Cristina Ferreira recorda início da carreira e afirma: "A televisão não tem de ser educativa…"

((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639647’]={‘i’:__lxGc__.b++}; ((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639641’]={‘i’:__lxGc__.b++};

Cristina Ferreira marcou presença no programa ‘Em Família’, na TVI

Cristina Ferreira esteve presente no programa ‘Em Família’, este sábado, dia 12 de fevereiro, na TVI, e recordou o seu início na televisão como apresentadora.

“Eu e o Manuel abrimos muitos caminhos para uma televisão sem tabus (…) quando começámos a falar de sexo em televisão, era uma coisa raríssima, ninguém gostava que fizéssemos, ainda por cima num programa da manhã”, começou por recordar.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“A televisão não tem de ser educativa. Eu não faço parte daquele grupo de pessoas que acha que a televisão tem de instruir, não. A televisão tem que entreter, é esse o principal objetivo. Se conseguir entreter instruindo, está perfeito, mas não tem de ser assim em todos os programas”, acrescentou.