Flávio Furtado revela: "Em pequeno, queria ser padre"

((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639647’]={‘i’:__lxGc__.b++}; ((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639641’]={‘i’:__lxGc__.b++};

Flávio Furtado quis ser padre e chegou até a dar catequese.

Flávio Furtado foi o mais recente convidado do podcast ‘Os Anti-Sociais’, de Vanessa Amaral. Logo no início da entrevista, a jovem – também ela açoriana – perguntou ao comentador do ‘Big Brother Famosos’ o que queria ser quando era pequeno.

Queria ser tudo, mas o que me recordo mais é que queria ser padre (…) eu montava os altares, eu pedia bocados de panos à minha mãe e fazia a estola – aquilo que os padres usam ao pescoço – encenava o ritual, a celebração… Acho que teria dado um bom padre“, começou por explicar.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Eu gosto de conversar. Sou mais de falar do que de ouvir, é um defeito gigante que eu tenho, mas sei ouvir as pessoas e acho que sou bom a dar conselhos, por isso teria dado um bom sacerdote“, completou.

O comentador recordou ainda que já fez muitas coisas, desde dar catequese, a escrever para um jornal e até a trabalhar na Worten: “Não sei estar parado“.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});