Maria Lisboa recorda o filho e confessa: "Já me tentei suicidar, não tenho vergonha se dizer"

((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639647’]={‘i’:__lxGc__.b++}; ((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639641’]={‘i’:__lxGc__.b++};

Maria Lisboa foi a convidada desta quinta-feira, dia 17 de fevereiro, de ‘Goucha’. A artista emocionou-se ao falar do filho que faleceu após ser colhido por um comboio.

Maria Lisboa vive com uma depressão profunda desde que o meu filho morreu. O filho da artista foi colhido por um comboio aos 30 anos.

“O meu filho não está comigo fisicamente, mas está espiritualmente. Acho que o meu filho está sempre ao meu lado. Eu vou amá-lo eternamente. Todos os dias o vejo, todos os dias desabafo com ele”, disse, em lágrimas.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Manuel Luís Goucha questionou a convidada se tem algum sentimento de culpa hoje em dia, visto que nunca aceitou bem o facto do filho ter sido homossexual. Maria Lisboa negou e referiu que apenas lamentou que durante algum tempo ele tenha negado.

“Durante muito tempo andava muito confusa. O que eu queria era que o meu filho chegasse ao pé de mim e disseste: ‘eu sou homossexual’, mas ele não dizia. Eu queria que ele fosse feliz, ele dizia que era mentira”, referiu.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Mais tarde, apresentou um namorado à mãe e ela gostou muito dele. Aliás, até ficou descansada porque o filho ‘saltitava’ muito e assim acalmava com a mesma pessoa.

“Já me tentei suicidar, não tenho vergonha se dizer, porque já não fazia mais sentido a minha vida. Tinha ficado sem o meu filho. Fiz a mala e fui pedir ajuda para me internar”, continuou, lavada em lágrimas.

Foi a fé e o convívio com mães que também perderam os filhos que lhe deram força para continuar a viver. Maria Lisboa acusa os colegas de não ter pegado no telefone para mostrarem solidariedade com ela nesse momento difícil e referiu que o único que o fez foi Marco Paulo.