Polémica continua! Bruno de Carvalho alvo de nova queixa por “comportamentos suscetíveis de violência doméstica”

((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639647’]={‘i’:__lxGc__.b++}; ((__lxGc__=window.__lxGc__||{‘s’:{},’b’:0})[‘s’][‘_216764’]=__lxGc__[‘s’][‘_216764’]||{‘b’:{}})[‘b’][‘_639641’]={‘i’:__lxGc__.b++};

Bruno de Carvalho tem uma nova queixa ao Ministério Público depois de um “comportamento ameaçador” pelo gesto polémico a Liliana Almeida.

Bruno de Carvalho foi expulso na gala do passado domingo, dia 13 de fevereiro, e esteve debaixo de fogo após algumas polémicas, nomeadamente, uma queixa ao Ministério Público depois de um “comportamento ameaçador” pelo gesto polémico a Liliana Almeida.

Contudo, o ex-presidente do Sporting está envolvido em mais uma queixa pela Associação Mulheres de Braga por  “comportamentos suscetíveis de violência doméstica”, conforme avança o site Delas.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“Provavelmente, não dará grande coisa. É certo que, por ser considerado crime público, ninguém pode travar processo, o problema será a prova, que é apenas composta daquelas imagens. E se a Liliana vier dizer que era um jogo que estava tudo combinado, ficará mais complicado”, começou por dizer Emília Santos, presidente da associação.

“Um dos aspetos que nos revoltou imenso com a queixa online é que é quase impossível uma pessoa, uma vítima concluir aquele processo. A inscrição, o que eles pedem, as colagens, os prints, é muito complicado para uma ser comum e achamos profundamente dissuasor, parece que está feito para evitar a apresentação de uma queixa”, lamentou ainda.

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});